quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

FÉRIAS!


O Blog do Mago entra em recesso e volta dia 6 de janeiro de 2011 com carga total!

Agradeço a todos que acompanharam meu blog no ano de 2010!
Que 2011 seja sensacional como 2010! De muitas lutas e conquistas para o Brasil!


Firme na LUTA!!

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Video da UNE e UBES no dia do lançamento da pedra fundamental



Simplesmente emocionante!

Firme na Luta!

fonte: www.une.org.br

DCE-UPE faz grande atividade na divulgação dos aprovados no vestibular

Thamires Lucena, presidenta do DCE, ao lados dos primeiros colocados
No dia 21 de Dezembro de 2010 o Diretório Central dos Estudantes preparou uma atividade especial para acolher os novos acadêmicos da Universidade! Esta foi um ação pioneira da gestão "Da unidade vai nascer a novidade" de fazer com que esses novos alunos sintam desde o LISTÃO o que é ser da UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO. Na atividade programada, além dos feras conhecer esta que será sua representação estudantil na Universidade, puderam também tirar fotos com camisa da Instituição, escreveram no mural feito para eles.


Veja o texto de "Bem vindos" destribuidos no dia do Listão:

No dia 21 de Dezembro de 2010 começa uma nova etapa na sua vida... a de ser um Universitário... Ser CALOURO UPE! A vitória alcançada é motivo de comemoração e desde já, nós que fazemos o Diretório Central dos Estudantes da UPE queremos desejar-lhe muito sucesso! Pois você alcançou um grande feito em sua vida e este acontecimento mudará de vez seu futuro... A sua história!

Seja muito bem vindo a Universidade de Pernambuco! Uma Instituição Pública, gratuita e com qualidade! Uma Universidade que a cada dia se firma pelo seu compromisso acadêmico-social! Nela você dará seu primeiros passos a ser um profissional preparado não só para o mercado de trabalho como também para que possa intervir na sociedade de forma critica. Aqui você de fato passará por momentos inesquecíveis. Por isso aproveite cada hora, minutos e segundos nesta que agora também é a sua Universidade! Viva o seu dia-a-dia intensamente e transforme a UPE no seu 2º Lar!

Confira algumas fotos da atividade:

Silas Ben-Hur, 1º colocado na prova tradicional ao Lado de Thamires
A presidenta do DCE-UPE raspando a sobrancelha de fera
Mural com assinaturas dos estudantes aprovados no vestibular
Aperto para ver o nome no listão
SEJA BEM VINDO A UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO!
Visite nosso Blog: HTTP://www.dce-upe.blogspot.com
Nosso E-mail: ouvidoria.dceupe@gmail.com

Thamires Lucena – Presidente do DCE UPE
Gestão: “Da Unidade vai nascer a novidade!”
Fone: (81)92263166



fonte: http://www.dce-upe.blogspot.com/

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Academia da Berlinda lança novo CD

Com o intuito de trazer à tona os ritmos calientes das Américas do sul e Central misturando num só caldeirão, com a raiz das músicas do norte e nordeste do Brasil, a ACADEMIA DA BERLINDA lançou em 2007 seu primeiro CD autoral. O disco contou com as participações mais que especiais de Jorge Dupeixe(Nação Zumbi), Fred 04 e Júnior Areia(Mundo Livre S/A), China, Maria Laurentino(compositora de coco em olinda), além do DJ Bruno Pedrosa que remixou uma das faixas.Cumbia com coco, Merengue com carimbó e ciranda com maxixe essa essência é o resultado das inúmeras influências sonoras que cada integrante do grupo trouxe ao trabalho.

Formada por músicos que também compõem outros importantes grupos da cena pernambucana, como Mundo Livre S/A, Eddie, DJ Dolores e Orquestra Contemporânea de Olinda, a Academia da Berlinda bebe da fertilidade musical de Arcoverde(PE), cidade natal do compositor Tiné; e Olinda, que é o berço dos outros seis integrantes do grupo. Cidades inspiradoras para as canções que em suma retratam do cotidiano desstas cidades e da paixão dos integrantes pela valorização do verdadeiro mundo romântico.

Nos primeiros dias de dezembro de 2010, o grupo lançará em uma ação de marketing virtual, simultaneamente em mais de 200 blogs especializados em música de todo o mundo, o download do seu segundo CD intitulado de “OLINDANCE” (Independente), cada vez mais dançante, cada vez mais original e cada vez mais, buscando a popularização e a valorização de ritmos tradicionais cultuados nos diversos centros musicais das américas como a cumbia e o bugaloo colombiano e argentino, a jovem guarda, a guitarrada e o maxixe paraense, o frevo e o coco pernambucano, bem sintetizados em arranjos contemporâneos e com temáticas que invadem o nosso cotidiano e enaltece a adoração à mulher, como a ela deve ser...

CD 2011 - "OLINDANCE"

O grupo veio concebendo seu segundo trabalho em estúdio próprio montado na cidade alta de Olinda desde o fim de 2009 .

Em Janeiro de 2010, o grupo lançou o single “Bem Melhor”, gravado nos Estúdios TRAMA para o programa '12h no estúdio"(canal multishow), o que já dava uma mostra do que viria por aí: Um disco dançante com temáticas que vão da valorização da mulher no cotidiano de uma família e das relações, bem como, sobre o cotidiano de trabalho de cada brasileiro, seja na classe artística ou em qualquer atividade que tem como principais objetivos a satisfação pessoal no Brasil afora.

“Olindance” contou com sessões de gravações também no Fábrica Estúdios e Das Cavernas em Recife, além da mixagem no Studio Mundo Novo sob o comando de Buguinha dub e masterização de Gustavo Lenza, nos Estúdios da YB!.

Se é terça, é do vinil.


Procurando o que fazer na terça-feira? Pode parar. Já encontrou! Basta subir algumas ladeiras e procurar a "Bodega de Véio", na rua do Amparo - Sítio Histórico de Olinda. Lá rola toda terça-feira uma grande movimentação. É a Terça do Vinil, que tem a regência do DJ 440 fazendo todo mundo relembrar e dançar grandes sucessos da música pernambucana, brasileira e mundial. Cerveja gelada, tira gosto massa, gente bonita e muito swing. 

Começa a partir das 19h e vai até umas 23h. Bom pra quem só pode curtir um pouquinho da terça e um ótimo aquecimento pra quem gosta de ficar até mais tarde. Venha e traga seus amigos, o "Véio" está sempre de portas abertas para receber gente que gosta de música boa, de qualidade.

Serviço:

Terça do Vinil
Local: Bodega de Veio - Rua do Amparo, 212 - Olinda\PE
Horário: das 19h as 23h - todas as terças - menos a de carnaval.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

UNE e UBES de volta para CASA!


Em ato simbólico, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, lançou a pedra fundamental para a reconstrução da sede da União Nacional dos Estudantes, que foi incendiada em 1964 e demolida na década de 80 pelo Regime Militar (64-85). A reconstrução prédio custará 44 milhões de reais e será pago pelo Governo Federal como indenização aos estudantes brasileiros.

Este é um ato de grande importância do Governo brasileiro. Que reconheceu sua responsabilidade perante a destruição da sede das entidades que representam todos os estudantes do país. No local da antiga sede será erguido um prédio de 13 andares com um museu da história do movimento estudantil e um teatro destinado aos estudantes.

Parabéns a todos os estudantes brasileiros que agora tem novamente uma sede para discutir o futuro da educação brasileira. Viva a União Nacional dos Estudantes, Viva a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas!

Firme na Luta!

Dilma mantém Orlando Silva no Ministério dos Esportes

O presidente nacional do PCdoB, Renato Rabelo, informou ao Vermelho que o atual ministro dos Esportes, Orlando Silva, continuará à frente da pasta na gestão da presidente Dilma Rousseff. Ele recebeu um telefonema da governante eleita, nesta manhã, confirmando o nome do comunista na sua equipe.


O partido vem mantendo conversas com Dilma há algumas semanas. Ela já havia externado que o ministério continuaria sob a direção do PCdoB, devido ao bom desempenho nas duas gestões do presidente Lula. Cogitou-se, contudo, que a ex-prefeita de Olinda e deputada federal eleita, Luciana Santos, pudesse ocupar o cargo, reforçando o projeto de Dilma de abrigar mais mulheres na sua equipe.

Para o PCdoB, contudo, a manutenção de Orlando era mesmo a melhor opção, já que, caso Luciana fosse deslocada para o Ministério, a legenda perderia sua cadeira na Câmara dos Deputados.

A indicação de Orlando garante a continuidade dos projetos iniciados por ele. Na próxima gestão, o Ministério dos Esportes terá grandes desafios pela frente, na preparação de eventos de grande porte, como a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Quanto ao comando da Autoridade Pública Olímpica (APO), entidade a ser criada em 2011, Rabelo informou que será discutido mais adiante. O órgão, que seria resposável por coordenar ações de planejamento e entrega de obras para a realização dos Jogos Olímpicos de 2016, ainda depende de votação no Congresso e de negociações entre as eferas federal, estadual e municipal. A ideia, contudo, é que o posto seja ocupado por alguém que tenha sinergia com Orlando. Mas a discussão de nomes ainda é assunto para o futuro.

Da Redação do Vermelho,
Joana Rozowykwiat



fonte: www.vermelho.org.br


sábado, 18 de dezembro de 2010

Na diplomação, Dilma promete honrar as mulheres e cuidar dos mais frágeis

Dilma posa ao lado do ministro Ricardo Lewandowski e do vice Michel Temer
A presidente Dilma Rousseff e seu vice, Michel Temer, foram diplomados na tarde desta sexta-feira (17) em cerimônia no Tribunal Superior Eleitoral. Num Breve discurso, ela prometeu honrar as mulheres, cuidar dos mais frágeis, e priorizar os investimentos em saúde, educação, segurança e estabilidade econômica.

"Procedo à entrega do diploma à primeira presidenta da República eleita", disse o presidente do TSE, Ricardo Lewandowski, antes de entregar o documento nas mãos de Dilma.

O texto do diploma tem a seguinte redação: "Pela vontade do povo brasileiro expressa nas unas em 31 de outubro de 2010 a candidata pela coligação Para o Brasil Seguir Mudando, Dilma Vana Rousseff, foi eleita presidente da República Federativa do Brasil. Em testemunho desse fato a Justiça Eleitoral expediu o presente diploma que habilita a investidura do cargo no dia primeiro de janeiro de 2011, nos termos da Constituição."

Grande responsabilidade


O documento – assinado pelo presidente, ministros do TSE e procurador-geral eleitoral, Roberto Gurgel – é um “comprovante” da Justiça Eleitoral que habilita a presidente eleita e o vice a tomar posse no dia 1º de janeiro.

Após receber o diploma de presidente eleita do Brasil, Dilma Rousseff disse que é uma “grande responsabilidade” suceder um presidente da “estatura” de Luiz Inácio Lula da Silva.

Ela prometeu “honrar as mulheres, cuidar dos mais frágeis e governar para todos". A cerimônia começou às 17h20. Dilma vestia um traje azul com detalhes de renda vermelha e foi conduzia ao plenário pelos ministros Arnaldo Versiani e Cármem Lúcia.

Cerca de 250 pessoas foram convidadas para a cerimônia. Além de dez familiares da presidente eleita e de quatro do vice, participam da diplomação no TSE indicados a ministros de Estado do governo Dilma que ainda não tomaram posse e governadores eleitos.

A posse de Dilma será no dia 1º, a partir das 14h. Confirmaram presença na posse pelo menos nove chefes de Estado, entre eles os presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, Bolívia, Evo Morales, Uruguai, José Mujica, Guatemala, Álvaro Colom, Chile, Sebástian Piñera, El Salvador, Maurício Funes, Guiné Conacri, Sékouba Konaté, Peru, Alan García e Colômbia, Juan Manuel Santos.

A posse também contará com a presença dos primeiros-ministros de Portugal, José Sócrates, da Coreia do Sul, Lee, Myun-Bak, do Japão, Naoto Kan, do Qatar, Hamad Bin Jassim, do Haiti, Jean Bellerive, e do Marrocos, Habbas El Fassi. A Espanha será representada pelo príncipe Felipe de Bourbon.



fonte: www.vermelho.org.br

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Lula fecha governo com 80% de aprovação e bate novo recorde, diz CNI/Ibope

Pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) divulgada nesta quinta-feira (16), em Brasília, mostra que o governo Lula encerra seu mandato com recorde de avaliação positiva: 80%. Na avaliação anterior, o percentual era de 77%.
A aprovação pessoal do presidente também apresentou recorde histórico, com 87% de aprovação – o maior desde 2003. Na pesquisa anterior, a avaliação pessoal positiva de Lula chegou a 85%.
“Quando você olha a série histórica [dos dois mandatos do presidente Lula], vê-se que em 2005, houve um grande queda na avaliação do governo, enquanto no segundo mandato, os dados positivos da economia justificam que a população o avalie melhor que no primeiro”, observou o gerente executivo de Pesquisa CNI/Ibope, Renato da Fonseca.
Segundo a CNI/ Ibope, a avaliação positiva do presidente cresceu em todas as regiões do país: no Nordeste (de 92% para 95%), no Norte e Centro-Oeste (de 88% para 90%), Sudeste (de 81% para 85%) e Sul (de 78% para 80%).
Com relação à aprovação do governo, o Nordeste continua sendo a região com melhor avaliação: 86% da população considera o governo do petista como “bom” ou “ótimo”; seguido das regiões Norte e Centro-Oeste (81%); Sudeste (78%) e Sul (75%).

O índice de confiança na figura do presidente também teve elevação: de 81% contra 76% na pesquisa anterior de setembro, quando houve queda com relação a de junho, quando estava em 81%.
Das nove áreas de atuação do governo avaliadas, sete obtiveram avaliação positiva, com destaque para o setor de combate à pobreza, setor mais bem avaliado com 71% de aprovação (o índice anterior era de anterior 66%) e combate ao desemprego, com 66% (o índice anterior era de 64%).
O destaque negativo ficou para as áreas de saúde, com 54% de desaprovação (o percentual anterior era de 57%) e impostos, com 51% de avaliação negativa (manteve o mesmo índice da pesquisa anterior).
Quando questionados sobre os temas mais lembrados no que se refere às ações do governo Lula, os entrevistados indicaram, espontaneamente, as ações das Forças Armadas no Rio de Janeiro no combate ao tráfico de drogas (com 32% das citações). Na sequência, foram lembrados os anúncios da formação do novo governo e os problemas com a aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
A pesquisa de opinião foi realizada com 2002 eleitores de 140 municípios brasileiros, entre os dias 4 e 7 de dezembro. Tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e intervalo de confiança de 95%.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Brasil é condenado pela OEA

Rio - A Corte Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) condenou o Brasil por não ter punido os responsáveis pelas mortes e desaparecimentos ocorridos na Guerrilha do Araguaia e determinou que sejam feitos todos os esforços para localizar os corpos dos desaparecidos. O tribunal concluiu que o Estado brasileiro é responsável pelo desaparecimento de 62 pessoas, ocorrido entre 1972 e 1974.

Em uma sentença divulgada ontem, a Corte considerou que as disposições da Lei de Anistia brasileira não podem impedir a investigação e a sanção de graves violações de direitos humanos. Para ela, as disposições da lei são incompatíveis com a Convenção Americana, carecem de efeitos jurídicos e não podem seguir representando um obstáculo para a investigação dos fatos do presente caso, nem para a identificação e punição dos responsáveis. A decisão, embora refira-se à Guerrilha do Araguaia, extrapola para outros casos quando a sentença diz que as disposições da lei ´tampouco podem ter igual ou semelhante impacto a respeito de outros casos de graves violações de direitos humanos`. O entendimento ´derruba` a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que considerou que a Lei da Anistia, de 1979, também beneficia os agentes do Estado que tortura e assassinaram.

A sentença da Corte Interamericana foi provocada por três ONGs brasileiras - Centro Pela Justiça e o Direito Internacional (CEJIL), Grupo Tortura Nunca Mais do Rio de Janeiro (GTNM-RJ) e Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos de São Paulo (CFMDP-SP) - que protestaram em nome dos familiares dos mortos e desaparecidos na Guerrilha do Araguaia. A decisão manda o ´Estado realizar os esforços para determinar o paradeiro das vítimas desaparecidas e, se for o caso, identificar e entregar os restos mortais a seus familiares`, além de punir os responsáveis. 

A decisão determinou ainda que o Estado pague 3 mil dólares para cada família pelas despesas com as buscas dos desaparecidos. Estipulou indenização de 45 mil dólares a cada familiar direto e de 15 mil dólares para cada familiar não direto. Determina também o pagamento pelo Estado de 45 mil dólares para as três ONGs. 

Presidente Lula marcará pedra fundamental da nova sede da UNE nesta segunda, dia 20

Os estudantes voltam definitivamente para o local chamado "a casa do poder jovem". Uma homenagem também aos ex-presientes das entidades e lideranças estudantis para celebrar a conquista de gerações





Na próxima segunda-feira, dia 20 de dezembro, às 16h, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitará o terreno da antiga sede da UNE e da UBES, na Praia do Flamengo, 132, no Rio de Janeiro Ele estará acompanhado do governador do Rio Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes . O espaço abrigou o prédio da UNE e UBES até 1964, quando foi invadido e incendiado pela ditadura, sendo posteriormente derrubado. Em 2007, os estudantes recuperaram o terreno.

Lula, o governador Sérgio Cabral e o prefeito Eduardo Paes participarão do ato de lançamento da pedra fundamental que dará início à construção do novo prédio das entidades estudantis. “É uma data especial para os estudantes brasileiros. Esperamos muito tempo para podermos colocar de pé novamente essa que já foi chamada de ‘a casa do poder jovem’ e a ‘casa da resistência democrática’”, falou ao EstudanteNet o presidente da UNE, Augusto Chagas.

"A reconstrução da sede, no Rio de Janeiro, nada mais é, do que uma reparação histórica do que foi feito com as entidades estudantis nos tempos da ditadura. Nada mais correto do que o Estado brasileiro, na imagem do presidente Lula, na segunda-feira, devolver às entidades esse espaço de debate e de construção da democracia", pontua o presidente da UBES, Yann Evanovick.

No dia 21 de junho deste ano, a lei 12.260, aprovada por unanimidade no Congresso Nacional, reconheceu a responsabilidade do Estado Brasileiro pelo incêndio e demolição da antiga sede.

Praia do Flamengo, 132O prédio foi doado aos estudantes em 1942, pelo então presidente Getúlio Vargas. Até o golpe de 1964, o endereço foi palco de importantes lutas nacionais como a campanha “O Petróleo é Nosso”, que precedeu a criação da Petrobrás. Foi lá também que, nos anos 60, Vianinha, Ferreira Gullar, Cacá Diegues, junto de outros artistas e intelectuais, fundaram o CPC da UNE, referência para o movimento cultural estudantil. O prédio foi demolido pela ditadura na década de 80 e, mais tarde, o terreno foi invadido por um estacionamento clandestino.

A entidade recuperou sua casa no dia 1º de fevereiro de 2007, após manifestação histórica pelas ruas da capital carioca, quando milhares de jovens de todas as regiões do país chegaram ao local, derrubaram o portão e armaram um acampamento por alguns meses. O acampamento recebeu a visita de personalidades da política, cultura e outros conhecidos e anônimos que declararam apoio à campanha “UNE de volta para casa”. Posteriormente, os estudantes conseguiram reaver a posse do terreno na justiça e depois a aprovação do projeto de lei da reconstrução.

Oscar Niemeyer assina
A nova sede da UNE já vem marcada pelos traços de um dos maiores arquitetos do mundo. O carioca Oscar Niemeyer presenteou a entidade com o projeto de um Centro Cultural. O prédio esboçado por suas mãos (foto) terá 13 andares e nele serão construídos o Museu da Memória do Movimento Estudantil e o teatro dos estudantes.

Painel homenegeará Honestino Guimarães
No lançamento da pedra fundamental da construção da nova sede, uma homenagem a todos que lutaram contra a ditadura militar será erguida na entrada. Para representar todos esses jovens, homens e mulheres que se entregaram na luta pela democracia brasileira, será inaugurado um enorme painel do herói Honestino Guimarães, estudante e ex-presidente da UNE, desaparecido político até dos dias de hoje. Honestino foi quem segurou a entidade no período mais difícil do regime de exceção, após a instauração do Ato Institucional número 5 (1968), época de perseguições, torturas e mortes de muitos jovens. O painel mostra uma conhecida foto de Honestino, registrada no livro “O Poder Jovem” de Arthur Poerner.

Exposição Memória do Movimento Estudantil
Para celebrar o início das obras, haverá também a reedição da Exposição “Memória do Movimento Estudantil”. Estarão expostos no terreno painéis que contam a história da mobilização de universitários e secundaristas, desde a criação do Conselho Nacional de Estudantes, em 1937, até hoje.

Os banners, com mais de dois metros de altura, estão dispostas numa espécie de "linha do tempo", com registros de fatos importantes da história do Brasil. São momentos marcantes que mostram a participação dos estudantes em campanhas como "O Petróleo é Nosso", da década de 50; na luta contra o regime militar, durante os anos 60; e no levante dos caras pintadas durante o "Fora Collor", em 1992.

A exposição integra o Projeto Memória do Movimento Estudantil, realizado em parceria com a Petrobrás, o Museu da República e a Fundação Roberto Marinho. Ainda estão previstos para este ano o lançamento de um livro e dois documentários para completar o registro do acervo.

Da Redação


»Siga a UNE no twitter: @_une
»
Siga a UBES no twitter:@_ubes
»Assessoria de Imprensa: imprensa@une.org.br
»Redação
 EstudanteNet: noticias@une.org.br

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Informe UEP - Protagonismo da União dos Estudantes de Pernambuco

Com apenas 5 anos de reorganizada e refundada, a União dos Estudantes de Pernambuco (UEP-Cândido Pinto) é reconhecida por grande parte dos estudantes e pelo conjunto da sociedade pernambucana. Com tantos serviços prestados ao longo de seus 65 anos de existência, já era hora da UEP ter um espaço na grande mídia para divulgar suas conquistas e lutas em defesa de uma educação de qualidade.

A iniciativa foi da Rede Estação - Canal 22 e da UEP que desenvolveram um programa semanal chamado: "Informe UEP". Que se trata de um informativo que divulga as principais atividades dos estudantes pernambucanos. A partir de hoje, postarei semanalmente essas pílulas de grande relevância política para a classe estudantil do estado de Pernambuco.

Viva a União dos Estudantes de Pernambuco

Programa - 01


Programa - 02


Programa - 03


Programa - 04


Programa - 05


Programa - 06



Acompanhe os próximos episódios aqui no Blog do Mago!

;)

sábado, 11 de dezembro de 2010

Movimento "Da Unidade Vai Nascer a Novidade" rumo ao 13º CONEB da UNE

 Ontem, após um tranquilo credenciamento, na sede da UEP, o movimento "Da Unidade Vai Nascer a Novidade" confirmou sua força credenciando mais de 140 entidades de base. O 13º CONEB da UNE terá uma grande bancada do movimento estudantil pernambucano. Ao todo, 245 DA's e CA's se credenciaram para debater o futuro da educação brasileira, no evento que acontecerá de 14 a 17 de janeiro, na cidade do Rio de Janeiro\RJ.

Com a força e a garra de quem quer mudar a educação brasileira. Essa é a energia do Movimento "Da Unidade Vai Nascer a Novidade", que ontem garantiu a participação de vários Diretórios Acadêmicos de grande representatividade do estado. Ao todo, foram 18 DA's da UFPE, 12 da UPE, 8 da UNIVASF e 2 da UFRPE. Além de 8 da UNICAP, 5 da FUNESO, 7 da Mauricio de Nassau, 6 da FAFICA e 8 da ASCES. Participarão também várias entidades de Autarquias Municipais: 5 da FABEJA, 6 da FAMASUL, 1 da AESGA, 5 da AESA-CESA, 6 da FACAPE e 2 da FFPG.

É com essa força, que os estudantes de Pernambuco, vão ajudar a construir a política educacional da União Nacional dos Estudantes (UNE), para os próximos anos. Vamos todos, rumo ao 13º CONEB, com força total, para garantir uma Universidade Pública, Gratuita e de Qualidade para TODOS!


Venha com a gente nessa caravana da vitória! Mais informações, no site da UNE: www.une.org.br

sábado, 4 de dezembro de 2010

Movimento "Da Unidade Vai Nascer a Novidade" se reúne no Recife


No último sábado, estudantes de mais de 30 Diretórios Acadêmicos, se reuniram num proveitoso bate-papo para debater a educação brasileira. Para iniciar o debate, foi exibido um documentário produzido pela UEP (União dos Estudantes de Pernambuco), intitulado: "Reforma Universitária: O que é que eu tenho a ver com isso?" (2007). Muitas intervenções foram dadas por vários representantes dos DA's presentes. Que ajudam o movimento a concretizar suas bandeiras de luta. A Universidade brasileira precisa ser debatida para se adequar ao grande desenvolvimento que nosso país terá no próximos anos.

Venha fazer parte deste movimento. Só com muita UNIDADE no movimento estudantil é que teremos uma NOVA Universidade. Pernambuco está contando as horas rumo ao 13º CONEB da UNE. 

Firme na luta!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Greve estudantil na AESA-CESA em Arcoverde


O dia de ontem foi de intensa movimentação estudantil na cidade de Arcoverde (a porta do sertão pernambucano). Após uma medida intransigente e sem diálogo da atual direção da Autarquia Municipal de Arcoverde AESA-CESA em aumentar as mensalidades em quase 20%. Os estudantes fizeram uma paralização em frente a instituição cobrando mais diálogo com a direção e redução do aumento das mensalidades. Os estudantes querem que seja estabelecido ao menos um critério e que seja aberto o diálogo com aqueles que serão os mais prejudicados com um aumento tão alto.


Após mais de 3h horas em frente a universidade ninguem da instituição ou do poder municipal apareceu para iniciar o diálogo. A pressão dos estudantes é para que ao menos seja formada uma comissão para debater o aumento das mensalidades.

Estavam presentes no ato a UNE (União Nacional dos Estudantes), a UEP (União dos Estudantes de Pernambuco) e o Diretório Central dos Estudantes - Olga Benário. A partir do escândalo do aumento das mensalidades, surgiram outras muitas insatisfações por parte dos estudantes que cobram maior qualidade no ensino, com garantia de Pesquisa e Extensão Universitária. Na faculdade não existe nenhum programa de extensão e a pesquisa só existe para alguns poucos privilegiados. No ato também aconteceu uma doação simbólica de alguns estudantes que levaram papel higiênico e copo descartável. Segundo eles, na AESA-CESA o estudante só vai ao banheiro se levar papel de casa e so toma agua se pagar 10 centavos num copo.

Na tentativa de enfraquecer o movimento, a direção da Autarquia Municipal chamou a polícia para amedrontar os estudantes. Como se tratava de um protesto legítimo e pacífico, os policias ficaram só a observar.

Os estudantes estão com bastante força e no final do ato de ontem já marcaram mais uma atividade para o dia de hoje. A partir das 19h, em frente a faculdade, uma grande passeata vai caminhar pelas ruas da cidade para cobrar satisfação do Governo Municipal e da direção da Autarquia, já que na frente da faculdade eles simplesmente ignoraram a insatisfação de mais de mil estudantes. Vamos ocupar as ruas de Arcoverde e fazer um protesto pacífico em prol de uma educação de qualidade, sem mensalidades abusivas.

A UNE e a UEP apoiam essa luta e vão construir com os estudantes esse grande ato que vai marcar de vez a cidade de Arcoverde, que é um grande polo de desenvolvimento do estado de Pernambuco.

Queremos que o Governador de Pernambuco, Eduardo Campos, ESTADUALIZE todas as Autarquias Municipais, e tire de vez do papel a ampliação e interiorização da Universidade de Pernambuco!

Estamos firmes na Luta!

Fotos: www.tribunadaregiao.net

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Danilo Moreira: "Não há desenvolvimento sem o potencial da juventude"

 

Em recente entrevista, o Presidente do Conselho Nacional de Juventude (CONJUVE), Danilo Moreira, debate a chamada PEC (Projeto de Emenda Constitucional) da Juventude. Para Danilo, "a PEC é fruto da luta dos jovens de hoje, significa valorização e reconhecimento da juventude."

 

Fonte: www.vermelho.org.br

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Congresso da UESG movimenta secundaristas de Garanhuns


No último sábado (27\11), na escola Dom Juvêncio Britto, aconteceu mais um Congresso da União dos Estudantes Secundaristas de Garanhuns (UESG). Com cerca de 100 lideranças estudantis de 12 escolas do município. O congresso tratou de assuntos estratégicos para o movimento estudantil de Garanhuns. O foco principal foi a reestruturação da entidade para debater os desafios da educação no Brasil. Com a descoberta do Pré-sal, os estudantes de Garanhuns querem garantir mais investimentos em educação. Desenvolver o agreste pernambucano e ocupar as vagas que estão sendo abertas em todo o estado. Além disso um desafio que vai marcar a gestão: A retomada da Casa do Estudante, prometida pelo Prefeito Luiz Carlos de Oliveira. Após uma luta de mais de 16 anos da UESG, esse sonho, parece muito perto de se tornar realidade.

Vamos todos a luta por uma educação de qualidade em Pernambuco e em todo o Brasil! Queremos 50% do pré-sal para a educação. Para que a falta de professores, os baixos salários e os telhados caindo fiquem no passado. Queremos dar um giro de 360º e desenvolver o Brasil para os brasileiros!

Firme na Luta!

domingo, 28 de novembro de 2010

Não dá pra perder!


Momento único. Orquestra Contemporânea de Olinda e Eddie tocando juntos, no mesmo palco. Vale muito a pena ir! E ainda vai rolar a Roda abrindo o show, imperdível! Vamos todos!

.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Em janeiro, os estudantes de Garanhuns voltam a ter posse da Casa do Estudante, afirma Prefeito


Em reunião no último dia 25 de novembro, com representantes da UESG, UBES e UJS, o Prefeito da cidade de Garanhuns, Luiz Carlos de Oliveira, reafirmou o compromisso de doar o terreno da Casa do Estudante de Garanhuns para a União dos Estudantes Secundaristas de Garanhuns (UESG). O terreno, que pertencia a uma antiga entidade secundarista municipal, prescreveu e o município tomou posse. Nenhuma intervenção até então foi feita no prédio, nem no terreno, que ficou abandonado até os dias atuais. Causando um prejuízo imenso aos estudantes que moram nas cidades vizinhas e estudam em Garanhuns.

Desde sua fundação, em 1994, a UESG reivindicava a posse do terreno de volta as mãos dos estudantes. Muitas passeatas, abaixo-assinados, entrevistas em rádios e TV incrementaram essa luta de quase duas décadas. Por fim, após uma manifestação no dia 15 de setembro de 2010, com mais de 500 estudantes na rua, o Prefeito decidiu, finalmente, receber os estudantes. Numa breve conversa, Luiz Carlos de Oliveira se comprometeu em encaminhar a câmara dos vereadores o projeto que doa e dá novamente posse do terreno da casa dos estudantes a entidade que de fato os representa, a UESG. 

A luta não acabou, está apenas começando. Precisamos organizar conversas com todos os vereadores para viabilizar a tão sonhada doação. E depois dessa fase concluída, os estudantes terão que correr atrás de financiamentos para tirar o projeto de conclusão do prédio do papel. Garanhuns em breve terá uma casa digna de todos os estudantes da região! Vamos lutar! Estamos apenas no começo!

Prédio da Casa do Estudante em Garanhuns, desativado a mais de 20 anos


Firme!

Pré-credenciamento de propostas do OP - Juventude Esporte e Lazer


Como já é tradicional no Orçamento Participativo de Olinda, a UJS invadiu a plenária de Juventude, Esporte e Lazer para garantir avanços nas Políticas Públicas para a Juventude (PPJ). Numa tarde bonita, vários dirigentes de grêmios estudantis e militantes da UJS foram até o clube atlântico reforçar as propostas que já tinham sido eleitas no ultimo ciclo do OP. Reafirmar nossa participação e cobrar do governo municipal as prioridades do segmento juvenil. 

Cobramos a eleição imediata do Conselho Municipal de Juventude (CMJ), para encaminhar as PPJ's e avançar em projetos que visem a inclusão da juventude na escola e no mercado de trabalho, garantindo esporte, cultura e lazer.

Especificamente, elegemos uma prioridade que também é imediata. A construção de Mini-áreas de lazer nos bairros, além de quadras poli esportivas nas escolas e praças públicas. Nossa juventude precisa de ambientes públicos para o esporte, a cultura e o lazer.

Agora é só esperar as medidas do governo e cobrar para que essas duas simples propostas se concretizem. Estamos na pressão por uma política inclusiva para todos os jovens olindenses.


Firme na Luta!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Conferência do IPEA debate desenvolvimento do Brasil


Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) promove, entre os dias 24 e 26 de novembro, em Brasília, a 1ª Conferência do Desenvolvimento (Code), um encontro destinado a discutir planejamento e estratégias de desenvolvimento para o Brasil 


Será uma conferência diferente das tradicionais lembrando um pouco o formato do Fórum Social Mundial. Um espaço de 10 mil metros quadrados foi construído no canteiro central da Esplanada dos Ministérios (em frente à Catedral de Brasília) para a Code. 


Para o Presidente da UNE, Augusto Chagas, a Conferência "é um espaço privilegiado para construirmos o país que queremos", declarou, citando que "a sociedade poderá tratar de temas fundamentais, ligando o crescimento econômico, justiça social, democracia, entre outros".
Durante os três dias, serão nove painéis temáticos sobre o desenvolvimento, 88 oficinas, 50 lançamentos de livros, vídeos, exposições e shows artísticos e culturais. São esperados mais de 200 palestrantes e debatedores, entre conselheiros, diretores e técnicos de planejamento e pesquisa do instituto e acadêmicos de autoridades de todas as regiões do país. Até sexta-feira, já havia cerca de 4 mil inscritos para o encontro.

Possivelmente, será um dos maiores eventos sobre o tema já realizados no Brasil, diz Marcio Pochmann, presidente do IPEA. A Code se assemelha às grandes conferências temáticas realizadas no governo Lula, explica Pochmann, com a diferença de que não tratará de apenas um tema. Ao tratar da questão do desenvolvimento, estaremos discutindo estratégias e políticas sobre saúde, educação, ciência e tecnologia, entre outras áreas.

O objetivo do encontro é criar um espaço nacional de debates no coração do Brasil, no momento em que o país volta a discutir planejamento e estratégias de desenvolvimento. Esses debates estarão organizados em torno de sete grandes eixos temáticos do desenvolvimento definidos pelo IPEA: inserção internacional soberana; macroeconomia para o desenvolvimento; fortalecimento do Estado, das instituições e da democracia; estrutura tecnoprodutiva integrada e regionalmente articulada; infraestrutura econômica, social e urbana; proteção social, garantia de direitos e geração de oportunidades; e sustentabilidade ambiental.

“Para nós do IPEA”, diz Pochmann, “é uma mudança institucional de grande porte”. “Até aqui, historicamente, os nossos debates sempre foram mais internos. Agora, estamos nos abrindo ao público e convidando representantes da sociedade a debater o presente e o futuro do país”. Essa novidade apareceu já na organização do evento, que conta com o apoio de 45 instituições da sociedade civil, entre sindicatos de trabalhadores e de empresários, entidades de classe, instituições de pesquisa e outras organizações.

O debate de fundo sobre o desenvolvimento do Brasil, observa o presidente do IPEA, ficou congelado durante cerca de 25 anos, a partir das crises que o país enfrentou nas décadas de 80 e de 90. Entre 1930 e 1980, assinala, o Brasil teve um grande salto de crescimento que não foi capaz, contudo, de enfrentar o problema da desigualdade social. A crise da dívida, a partir da década de 80, acabou por desfazer uma maioria política que até então governava o país. Nesse período, a economia brasileira que chegou a ser a oitava do mundo caiu para o 14° lugar. “A desigualdade, que já era grande, ficou congelada”, assinala Pochmann. E acrescenta:

“Agora, na primeira década do século 21, tivemos uma reorganização de uma maioria política em torno dos dois mandatos do presidente Lula. Com ela, abriu-se a possibilidade de um novo padrão de desenvolvimento capaz de combinar crescimento econômico, redução da desigualdade social e sustentabilidade ambiental”.

Os desafios e oportunidades colocados por esse novo padrão de desenvolvimento serão o tema central do encontro de três dias em Brasília. “Estaremos discutindo temas que representam gargalos e entraves ao nosso desenvolvimento. Alguns carregamos do passado, outros são temas do futuro”, resume Pochmann. Entre os temas do passado, destaca-se, por exemplo, o perfil da economia brasileira, ainda preso à produção e exportação de bens primários. “Já sabemos que esse modelo não é capaz de gerar empregos de qualidade, educação de qualidade e melhores salários. O Brasil precisa mudar sua relação com o mundo e isso passa, entre outras coisas, pela integração regional, por investimentos pesados em educação, epelo aprimoramento da nossa estrutura de Defesa que hoje não tem condições de defender todas as nossas fronteiras e recursos naturais”.

Em relação aos temas do futuro, Pochmann destaca a necessidade da refundação do Estado brasileiro, especialmente no que diz respeito ao seu funcionamento. Neste debate, a Reforma Tributária ocupa um lugar central. O Brasil precisa mudar o atual padrão regressivo de tributação, onde quem tem menos acaba pagando mais. Essa mudança é condição básica também para a implementação de investimentos massivos em educação, sem os quais o país não desatará os nós que ainda o amarram a um passado de desigualdades econômicas, sociais e regionais.

O presidente do IPEA também chama a atenção para a mudança do perfil demográfico brasileiro, registrada na última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) e que deve ser confirmada no Censo que está sendo realizado este ano. A partir de 2030, o Brasil deve ter regressão populacional, ou seja, o número de pessoas que vão nascer deve ser menor do que o número de pessoas que vão morrer. Essa tendência, destaca Pochmann, é diferente das previsões que eram feitas para o Brasil. “O cenário que temos pela frente é de redução da população jovem e de alteração radical da estrutura familiar. Em pouco tempo, teremos que discutir políticas de estímulo à natalidade”.

Outro ponto fundamental neste debate, destaca ainda Pochmann, é o da transição do trabalho material para o trabalho imaterial. “O conhecimento passa a ser cada vez mais estratégico, exigindo uma educação continuada, uma educação para toda a vida. As grandes empresas já perceberam isso e passaram a investir pesadamente em universidades corporativas”. O debate sobre a melhoria do sistema educacional brasileiro deverá enfrentar esse tema que hoje não está elaborado. Pochmann resume assim um dos principais problemas relacionados a esse tema:

Hoje, no Brasil, os filhos dos pobres estão condenados ao ingresso no mercado de trabalho muito cedo, o que implica, muitas vezes, o abandono da escola, quando não a combinação de brutais jornadas de atividades de 16 horas por dia (8 horas de trabalho, 2 a 4 horas de deslocamentos e 4 horas de freqüência escolar). A aprendizagem de qualidade torna-se muito distante nessas condições. Os filhos dos ricos, por sua vez, permanecem mais tempo na escola, ingressam mais tardiamente no mercado de trabalho e acabam ocupando os principais postos, com maior remuneração e status social, enquanto os filhos dos pobres seguem disputando a base da pirâmide do mercado de trabalho, transformado num mecanismo de reprodução das desigualdades no país.

Esse é um dos principais entraves para que o novo modelo de desenvolvimento que se quer implementar no Brasil alie crescimento econômico com justiça social. E esse será também um dos pontos centrais da conferência que ocorrerá esta semana em Brasília.

Maiores informações sobre a conferência, como a programação completa do encontro, podem ser acessadas no site do evento. As principais conferências serão transmitidas ao vivo pela internet.

Carta Maior



Fonte: www.une.org.br

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Aconteceu em: 20 de novembro de 1695 - Zumbi é morto em PE

Zumbi dos Palmares foi delatado por Antônio Soares e surpreendido pelo Capitão Furtado de Mendonça em seu reduto (talvez a serra dois irmãos). Zumbi foi apunhalado, resistiu bravamente, mas foi morto com mais 20 guerreiros. Teve a cabeça cortada, salgada e levada, com o pênis dentro da boca, ao governador Melo e Castro.

No 3º centenário de sua morte, emergiu como grande herói da luta pela liberdade no Brasil. A data hoje comemora o Dia Nacional da Consciência Negra.

Fonte: wwww.vermelho.org.br



Neste ano, o Dia Nacional da Consciência Negra surge no meio de uma onda de intolerância racial, sexual e regional. Agressões a homossexuais em São Paulo. Declarações preconceituosas contra os nordestinos após as eleições. E o já clássico pre-conceito racial, que impera a séculos no nosso país. O dia 20 de novembro toma uma conotação de luta ampla contra a intolerância e contra toda forma de opressão e pré-conceito. Precisamos debater amplamente na sociedade o papel que cada raça e cultura teve na formação do povo brasileiro. Que hoje é UNO e com uma cultura diversa e com a cara de todos que a formaram. Temos que nos orgulhar dos negros, brancos, indígenas e mestiços que formaram esse país vasto em território e em cultura. O povo brasileiro é um só e temos que lutar para garantir espaço a todas as "minorias", formando um país sem intolerância ao divergente ou diferente!


Parabéns a todos que lutaram e lutam por um Brasil democrático e soberano. Com ampla liberdade e sem pré-conceitos. Vamos continuar lutando para desenvolver o país com ampla liberdade para todos!

Zumbi, guerreiro, do povo brasileiro!

Sempre estaremos firmes, lutando pela liberdade!

Errata: na postagem inicial a informação estava incorreta, não foi em 1965, e sim em 1695.
.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Aconteceu em: 18 de novembro de 1918 - Dia do levante anarquista

Ilustração do jornal anarquiata A Plebe
Ensaio insurrecional anarquista conectado à greve geral no Rio-Niterói. Mobilizou tecelões, metalúrgicos e operários da construção para ocupar o Palácio Presidencial, a Câmara, o Senado, arsenais e quartéis. O movimento chega a atacar a delegacia distrital de polícia, mas sucumbe ante a chegada de reforços. Dezenas de manifestantes são presos.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Inscreva seu trabalho na 7ª Bienal de Cultura e Arte da UNE



Trazendo para a discussão o tema "Brasil no estandarte, o samba é meu combate", a União Nacional dos Estudantes lança a identidade visual da 7ª Bienal da UNE, que acontecerá entre os dias 18 a 23 de janeiro de 2011, no Rio de Janeiro. Nessa sétima edição, a entidade privilegia o samba como elemento formador da cultura nacional, buscando, para além da sua história musical, entender como se apresenta as dimensões sociais, críticas e estéticas da nossa brasilidade.


A criação ficou a cargo do estúdio Bijari - centro de artes visuais, design e vídeos em São Paulo. Para chegar à arte final, o estúdio pesquisou o universo dos movimentos e das lutas sociais, além de observar o carnaval como manifestação popular de grande relevância histórica e cultural, geradora de identidade e instrumento de inclusão social. A combinação gerou o casamento da mão de  punho cerrado com o pandeiro e as cores fortes aplicadas no fundo preto, que fazem do samba o relato mais íntimo do dia-a-dia e uma verdadeira manifestação de combate do povo brasileiro.


É uma mensagem positiva que une a força com a alegria, a cor e a energia das festas, como o carnaval. Lute pelo direito de festejar. E festeje o direito de lutar!


« Leia o Manifesto da 7ª Bienal da UNE 


A 7ª Bienal também busca inovar facilitando as inscrições e meios para inscrição, que serão feitos especialmente pela internet – e sem custo. "Estamos buscando utilizar os suportes digitais para facilitar o envio e aferição de trabalhos. O Myspace, canal que hospeda bandas e seus trabalhos tem sido uma ótima ferramenta para otimizar as inscrições”, diz Guilherme Barcelos, coordenador da área de música.

Os organizadores do evento também destacam que nesse ano os trabalhos selecionados para a mostra receberão como prêmio o pró-labore.

“Buscamos atingir os estudantes de áreas específicas como música e cinema, além daqueles que se organizam em coletivos de arte e também o jovem que tem alguma habilidade destacada ou experiência relacionada à cultura e arte de uma forma geral”, esclarece Eleonora.

Leia aqui o regulamento das Mostras Artísticas e Científica da 7ª Bienal da UNE



terça-feira, 16 de novembro de 2010

UJS da orientações a militância para as próximas tarefas!

Fique por dentro das estratégias de mobilização da UJS para o CONEB, Encontro de Grêmios, Bienal da UNE e Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes. 

Galera da UJS em todo Brasil! Este é o primeiro de uma série de informativos de mobilização para as batalhas que teremos até o encerramento deste vitorioso ano de 2010. Abaixo você encontrará orientações sobre o 1) 13º Coneb da UNE; 2) 1º Encontro de Grêmios da UBES; 3) 7ª Bienal da UNE; e 4) 17º Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes. Boa leitura e vamos à luta!


13º CONEB da UNE

Faltam poucos dias para o credenciamento do 13º Conselho Nacional de Entidades de Base da UNE, a ser realizado em 8 de dezembro. O CONEB acontecerá num momento rico e positivo da vida política nacional: poucos dias após a posse da primeira mulher eleita presidente da República e com a possibilidade concreta da conquista de mais avanços para a educação, fruto de nova vitória das forças progressistas.

A responsabilidade da UJS aumenta neste próximo período, pois estará depositada nas mãos de nossos militantes a tarefa de revisitar os últimos 8 anos, fazer o balanço concreto do legado educacional do governo Lula e, principalmente, apontar as perspectivas para os maiores avanços que buscaremos, concatenando a universidade com o novo projeto de desenvolvimento que o Brasil precisa. O CONEB é momento especial para nos debruçarmos sobre tal realidade.

1º Encontro de Grêmios da UBES

O Encontro de Grêmios representa uma grande oportunidade para o movimento secundarista e certamente reforçará muito a capacidade de mobilização, a organização, a capilaridade e a formulação educacional da UBES. Também será um fato histórico reunir milhares de grêmios estudantis, num momento em que a lei do Grêmio Livre completa 25 anos, para debater o ensino médio e sua ligação com este novo Brasil que estamos construindo.

Para a UJS, representa uma grande ousadia: realizar duas grandes mobilizações estudantis a um só tempo, no início de um governo que ajudamos e eleger e que teremos de pressionar nas ruas para conquistar mais avanços. Também significa dar organicidade para nossa força política no país inteiro, em particular nos centros políticos.

Além disso, é a demonstração prática de uma UJS mais forte e diversa, capaz de impulsionar o trabalho de diferentes frentes e não “parar tudo” para construir um grande evento.


Bienal

Os preparativos para a 7ª Bienal de Cultura e Arte da UNE que acontecerá no Rio de Janeiro estão na ordem do dia. Sobre o tema, esclarece o site da entidade: “a União Nacional dos Estudantes privilegia o samba como elemento icônico da brasilidade, buscando, para além da sua história musical, entender como se apresenta nas dimensões sociais, críticas e estéticas da nação.”

O prazo para inscrição de trabalhos vai até 30 de novembro (no site da UNE você pode obter mais informações: www.une.org.br) É importante que a UJS aproveite este momento para manter contato com tantos jovens artistas que existem dentro das universidades, das escolas e em outros locais. A Bienal representa uma oportunidade de apresentarem seus trabalhos para um amplo contingente de estudantes de todo o país, ganhando visibilidade e valorizando este tradicional e importante evento cultural dos estudantes.

17º Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes

Sob o tema "Por um Mundo de Paz, Solidariedade e Transformações Sociais, derrotemos o imperialismo!", acontecerá entre os dias 13 e 21 de dezembro, na África do Sul, o 17º Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes. O evento é organizado pela Federação Mundial das Juventudes Democráticas (FMJD) há 63 anos e tem grande tradição de luta antiimperialista. Nesta edição, espera-se a participação de 20 mil jovens.

A delegação brasileira já está sendo mobilizada e as ações brasileiras estão sob organização da UJS. Até o início das atividades do Festival, nosso Portal irá trazer mais informações sobre o evento, mas quem quiser mais detalhes de como fazer parte dessa iniciativa, nosso e-mail ujsnacional@gmail.com está aberto para consulta.

Haddad pede desculpas a estudantes por problemas no Enem, diz UNE


Augusto Chagas, presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), após reunião com ministro da Educação, Fernando Haddad.Augusto Chagas, presidente da União Nacional
dos Estudantes (UNE), após reunião com ministro
da Educação, Fernando Haddad, nesta quinta (11).
(Foto: Fábio Tito/G1)
O ministro da Educação, Fernando Haddad, se reuniu nesta quinta-feira (11) com representantes da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Brasileira de Estudantes de Secundaristas (UBES) para conversar sobre os problemas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Segundo Augusto Chagas, presidente da UNE, o ministro pediu desculpas aos estudantes pelos problemas com o exame, e se comprometeu a fazer uma retratação pública.
Por volta das 19h30, a assessoria de imprensa do ministério afirmou que Haddad não iria se manifestar sobre o encontro desta tarde, mas confirmou que o ministro pediu desculpa aos estudantes. Posteriormente, por volta das 21h, a assessoria do ministério entrou em contato com o G1 para dizer que as desculpas eram referentes apenas a comentários feitos no Twitter. (Observação: a Primeira Página do G1 informou que as desculpas se referiam às falhas. A afirmação foi feita com base nas declarações da UNE e na declaração inicial da assessoria de imprensa do MEC.)
Na página oficial do ministério no microblog Twitter, a assessoria de comunicação do MEC publicou no fim de semana uma mensagem que dizia: "Alunos q já 'dançaram' no Enem tentam tumultuar com msgs nas redes sociais. Estão sendo monitorados e acompanhados. Inep pode processá-los". O texto se referia a estudantes que publicaram comentários e imagens direto da sala onde a prova estava sendo realizada.
"O MEC fez uma declaração infeliz, e a UNE e a UBES não aceitam qualquer tom de intimidação aos estudantes. O ministério não pode se tratar como órgão de polícia. O ministro pediu desculpas pela declaração no Twitter e se comprometeu a uma retratação pública para dizer que aquela não é a posição do MEC", afirmou Augusto Chagas, presidente da UNE.
O exame foi aplicado no último fim de semana a 3,3 milhões de estudantes. No sábado (6), participantes reclamaram de erros na impressão da folha de respostas e da prova amarela.
As entidades disponibilizaram desde o início da semana canais para que os estudantes que fizeram o Enem possam registrar reclamações a respeito das falhas. "Já tivemos em torno de 1.100 contatos, dos quais uma parte significativa foi de estudantes pedindo que o exame não seja anulado", disse o presidente da UBES, Yann Evanovick.
Um levantamento prévio apontou que 93% dos que reclamaram são a favor da aplicação de uma nova prova opcional para aqueles que se sentiram lesados.
Durante a semana, as duas entidades estudantis emitiram nota conjunta se posicionando contra a anulação do Enem mas exigindo o direito dos prejudicados a uma nova prova. Uma das reivindicações do texto era justamente a marcação de uma audiência do ministro Fernando Haddad com representantes da UNE, da UBES e do grupo de estudantes prejudicados.
A assessoria do Ministério da Educação (MEC) informou que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) tem trabalhado com a possibilidade de realizar a prova de reposição aos prejudicados no final de semana dos dias 4 e 5 de dezembro, mas a data ainda não está definida oficialmente. O ministério espera acabar de contabilizar o número de estudantes prejudicados até o final da próxima semana.
As entidades exigiram do ministro que fiquem claros quais os critérios para avaliar se um estudante vai poder ou não refazer a prova. "Até que esses critérios estejam determinados, prosseguiremos defendendo que seja realizado um novo Enem em 2010, e que ele seja opcional a todos os estudantes que se sentiram prejudicados", declarou o presidente da UNE.
Chagas disse que novos encontros com Haddad serão realizados. "O ministro garantiu que nós vamos voltar a nos reunir na próxima semana e que o MEC vai ouvir os estudantes no debate para estabelecer esses critérios", disse.
Os representantes estudantis disseram que também conversaram com o ministro a respeito de mudanças para o Exame Nacional do Ensino Médio a partir dos próximos anos, como a avaliação seriada ao longo do Ensino Médio em vez de uma única prova, e defenderam a criação de uma gráfica para o MEC. "Foram mais de 3 milhões de estudantes fazendo a prova, o ministério não pode ficar refém de uma ou duas gráficas que têm essa capacidade para a impressão do Enem", disse Evanovick.
Enem aos presidiários
Nos dias 6 e 7 de dezembro o MEC vai aplicar o Enem para estudantes presidiários. A prova será feita em cerca de 700 presídios por 15 mil estudantes. Segundo a assessoria do ministério, o fato de se aceitar a aplicação do exame para presidiários, como já ocorreu em 2009, reforça a validade da estratégia do MEC de reaplicar o Enem apenas aos estudantes prejudicados pelos erros na prova amarela.
Um cálculo prévio do MEC levantou que o número de estudantes prejudicados no Enem 2010 é de pouco menos de 2.000. A prova nos presídios é feita semanas depois da aplicada nos colégios, em uma versão composta por questões diferentes. Segundo o ministério, sua validade não foi questionada em 2009.
Fábio TitoDo G1, em Brasília
FONTE: g1.globo.com